Treino de remo

Depositphotos

Quando é dia de malhar os membros superiores, muitas mulheres torcem o nariz. Há até quem pule esse tipo de treino por achar chato e – pasme – desnecessário. 

Contudo, trabalhar a região é imprescindível para manter um equilíbrio muscular e melhorar a postura. A máquina de remo, muitas vezes esquecida no canto da academia, pode ser uma boa alternativa, sabia? 

O equipamento imita o atrito da pá na água, proporciona menos monotonia e recruta diversos grupos musculares. “O movimento começa nos pés, depois exige dos músculos da coxa, quadril, abdômen, costas e bíceps. Sem contar que melhora a atividade cardiorrespiratória”, explica Ana Cristina Mendes, master trainer certificada da Technogym, fabricante de equipamentos de ginástica. 

Veja também: Como intensificar o treino de braço sem pegar mais peso

No remo, você pode acompanhar o próprio pace (quantos minutos leva para fazer 500 metros, um pouco diferente do pace de corrida), e então determinar a distância que deseja completar. Ou utilizar a divisão de séries e repetições, como em um treino de resistência muscular. “Não importa o objetivo (se melhorar o condicionamento ou fortalecer braços e costas), lembre-se sempre do aquecimento, respeito ao próprio corpo e execução correta dos movimentos. Desse modo, suas remadas serão mais eficientes, você garante mais segurança e evita desconfortos e dores”. 

Como fazer o movimento correto no remo

  1. Sente no equipamento e jogue o peso do corpo na região do quadril (e não do cóccix). Prenda os pés nas alças de segurança e segure as manoplas com as mãos. Seus joelhos precisam estar flexionados, e a postura ereta;
  2. Empurre os pés para esticar os joelhos;
  3. Depois, jogue o tronco para trás; 
  4. Agora, faça força nos braços para trazer as manoplas em direção ao peito;
  5. Para voltar, repita todos os movimentos na ordem contrária: estique os braços, volte o tronco e só depois dobre os joelhos.

Reportagem Amanda Panteri

veja também