fbpx

Como começar a praticar mindfulness hoje mesmo

Aprenda o passo a passo para adotar a técnica de meditação e reduzir o stress e a ansiedade
Mulher jovem acima do peso em pose de lotus meditando no parque
Rawpixel | Unsplash

Há alguns meses, comentei com minha nutricionista que estava dormindo mal e, quando ela me perguntou o que eu havia jantado nas últimas noites, percebi que não fazia a menor ideia. Outro dia, estava indo a um bar encontrar minhas amigas e, quando me dei conta, tinha dirigido para o trabalho. Fato: a correria do dia a dia nos coloca totalmente no piloto-automático e acabamos não percebendo – nem aproveitando – o que estávamos fazendo. O pior é que isso ainda pode elevar o nível de stress e ansiedade. Você se identificou? Foi aí que o mindfulness, técnica que ensina a focar no momento presente, apareceu na minha vida – e ela pode dar aquela forcinha na sua também. 

Como praticar a atenção plena no dia a dia

Para que seu cérebro esteja apto a curtir o presente, como o momento da refeição ou a aula de pilates, é preciso antes treiná-lo bem. Bom, você tem que fazer musculação para que o braço e a lombar estejam fortes para as tarefas de rotina, certo? O mesmo acontece com a mente: ela deve se exercitar para conseguir praticar o mindfulness no dia a dia. “Aos poucos, você ganha capacidade para ter uma consciência afiada em perceber quando não está com atenção plena no presente”, garante Moira Malzoni, professora da Moved by Mindfulness, de São Paulo. Abaixo, ela ensina como começar.

1. Medite com regularidade

Não importa que sejam apenas 5 minutos no início, contanto que a sessão seja feita diariamente. “O indicado são 20 minutos, mas vale aumentar aos poucos já que o mais importante é a frequência”, explica Moira. Sente-se numa postura confortável e preste atenção na sua respiração. Toda vez que um pensamento ocupar sua mente, volte a se concentrar no ar saindo e entrando pelas suas narinas. “Não se culpe por ter perdido o foco. Afaste, gentilmente, o pensamento da sua cabeça e volte a reparar no seu corpo.”

Veja também: Burnout: entende o que é a síndrome causada pelo esgotamento no trabalho

2. Não tenha preconceito

Muitas pessoas acham que meditação é muito difícil – ou coisa de hippie!  Mas, assim como você não deve fechar as portas para a corrida antes de experimentá-la, não exclua o mindfulness da sua vida sem sequer tentar. Você é agitada demais? Melhor ainda! Aproveite o break para dar uma acalmada – um estudo da Universidade de Miami (EUA) mostrou que atletas que meditam conseguem lidar melhor com o stress físico e mental provocado pelo treino.

Veja também: Os rituais da atriz Letícia Colin para reduzir o stress

3. Crie um hábito

Mudar a rotina exige esforço. Por isso, você se organize para arranjar tempo para a meditação (certeza que dá para passar cinco minutos a menos no Instagram, né?). Coloque a meditação como uma atividade imprescindível do seu dia. Leve ela a sério do mesmo jeito que você prioriza tirar a maquiagem à noite ou beber água com limão pela manhã. Para ajudá-la, use aplicativos como Insight Timer, Head Space ou Calm, e baixe nosso planner de mudança de hábito para acompanhar seu progresso.

Reportagem Mariana Amorim

veja também

Fechar Menu